Amores Apaixonados




O amor tem algumas peculiaridades que o fazem gostoso, divertido, surpreendente, desafiador, único. Só mesmo o amor para suportar tantos atributos e não perder em essência e significado, embora muitas vezes não se compreenda como é bem que acontece e porque nasce. Porque amar é leve. Amar é suave.

A paixão tem algumas peculiaridades que a fazem especial, intensa, doída, arrebatadora, única. Só mesmo ela para suportar tantos adjetivos assim. Apaixonar-se é dispensar o chão para flutuar em nuvens.

O amor faz aniversário e desembrulha os presentes, a paixão cai na pista e com boa disposição aproveita o melhor da festa. A paixão não chega a envelhecer. Já o amor é um ancião que parou de contar o tempo. Porque a paixão até desiste, o amor nunca.

O amor acompanha de longe. A paixão não suporta a distância. O amor preserva a rotina, a paixão quer mais é inovar. O amor precisa de um tempo, a paixão quer o tempo todo. O amor respira. A paixão suspira.

Para amar não é preciso ter se apaixonado. Mas sempre se espera que a paixão tenha tempo de virar amor. Com paixão o amor é melhor. Com amor a paixão ganha mais afeto.

Amor sem paixão é sensação de não ter experimentado tudo. Paixão sem amor é tesão para experimentar o que se tem direito.

O amor quando não vê é porque preferiu olhar para o lado. Quando não escuta é por ter decidido tapar os ouvidos, fingir não perceber. Porque o amor pondera. A paixão quando se submete faz mais por falta de opção. Porque paixão quando renuncia é sinal que esgotou.

Esquecer a data, não retribuir o sorriso, faltar com a palavra, encurtar a atenção é perdoável paro o amor. A paixão só concorda em sofrer se lhe prometerem amor. Já o amor só aceita a dor quando tem certeza de não ser mera paixão.

O amor e a paixão enlouquecem com o descaso, com a falta de tato, a carência e maltrato. Tanto a paixão quanto o amor se reconciliam com a palavra certa e o abraço apertado.

A paixão até sobrevive sem o amor. O amor vive mais aquecido com uma ponta de paixão. No fundo toda paixão deseja um dia virar amor. E todo amor sonha viver apaixonado.



26 comentários:

  1. Já passei por lá e comentei, adorei o texto!!! Vc escreve bem demais, como sempre...

    Não some assim não, mocinha...sinto sua falta! Bjos

    ResponderExcluir
  2. fazia tempo que eu não vinha por aqui. e qdo venho, encontro uma coisa tão linda que me faz querer não esquecer de voltar sempre. =)

    perfeito e apaixonado, com todo amor que há.

    ResponderExcluir
  3. muito, muito bom o texto, adorei teu blog...
    [vou colocar o link no meu..]

    ;)

    ResponderExcluir
  4. que blog legal !
    Gostei voltarei mais vezes
    .
    bejocas

    ResponderExcluir
  5. Cada um com sua singularidade.
    Amor, paixão ...
    Nada sobrevive sozinho, deve sempre haver presença do outro. Devem ser conciliados com todo o equilíbrio para que não caiam.


    Belas palavras, moça.
    Vou te linkar, pode? ^^

    Beeeijos

    ResponderExcluir
  6. Lindo
    me deu até vontade de me apaixonar novamente.
    Ando desiludida do amor, ou ele que está de mal de mim...não sei.

    Enfim,
    o texto táaaaaa um delícia de ler!

    bjo bjo

    ResponderExcluir
  7. Nossa, q lindo. Amei esse texto.
    Vc escreve de um jeito muito bonito, parabéns.
    Voltarei mais vezes.

    www.tragicomicuzinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Vi seu blog no orkut e vim conhecer.
    Convido que visite meu blog.
    Vou ficar esperando.

    ResponderExcluir
  9. Gabriela, posso tomar algumas aulas com voce ? Amor e paixão, assim escritos com competencia, parecem tão fáceis de serem vivenciados, não é ? beijo

    ResponderExcluir
  10. Amar é abanar o rabo, lamber e dar a pata! rs

    Gostei do seu blog, bem organizado, visual simples e criativo, gostei tanto que quero add seu blog ao meu, pode ser?

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  11. Gostei da comparação..descreveu muito bem os dois sentimentos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Concordo 100 %% no que voce disse e o final é exatamente o q eu penso, a paixao sonha ser amor e o amor quer sempre viver apaixonado, coisa dificil, mais que se é realizado esse amor pode durar para sempre

    ResponderExcluir
  13. "O amor acompanha de longe. A paixão não suporta a distância. O amor preserva a rotina, a paixão quer mais é inovar. O amor precisa de um tempo, a paixão quer o tempo todo. O amor respira. A paixão suspira."

    "...No fundo toda paixão deseja um dia virar amor. E todo amor sonha viver apaixonado."

    Pra mim esses foram os melhores trechos, mas o texto todo é lindo, lindo, lindo.
    Tá competindo com aquele seu texto que é o meu favorito. Sem dúvida, uma das coisas mais tocantes que você já escreveu.
    Fiquei até mais romântica hoje, hehe.

    ResponderExcluir
  14. que coooisa mais liinda xD
    ótimas comparações, ótima escrita, ótima dissertação. Sério, tudo ótimo.

    Parabéns, eu até colei um trecinho pra mim guardar xD
    ashuauhsauhsuhasuhauhs

    continua assim ;)

    ResponderExcluir
  15. Muito interessante este último paragráfo: "A paixão até sobrevive sem o amor. O amor vive mais aquecido com uma ponta de paixão. No fundo toda paixão deseja um dia virar amor. E todo amor sonha viver apaixonado." {Você}
    “... os apaixonados estão enamorados ou de si mesmos ou de um
    outro ideal. E nos dois casos hipnotizados. Sujeitos plenos, sim, porque o
    amor é um sentimento oceânico, mas pleno de seu próprio discurso
    amoroso. Perfeitamente logrados, em todo caso, não estarão nunca no
    objeto..."

    Leda Motta

    “ É esse
    desvio que torna possível a afirmação segundo a qual a paixão pode ser
    considerada como uma forma de “perversão do amor”.
    Zeferino Rocha

    Adorei seu blog!!

    ResponderExcluir
  16. Adoreii o último parágrafo!Alias, amei tudo!Você escreve muitoo bem, meus parabéns...

    ResponderExcluir
  17. Andei de passeio pelo teu blog, Gabriela. Bem legal. Com tanta cópia de cópia é bom achar pessoas que tem coisas a dizer.
    Abs.

    http://nemvem-quenaotem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Adorei muito esse texto. Me lembrou um pouco a música da Rita Lee "Amor e Sexo". O seu é igualmente brilhante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Voltei! E aí menina, como vão as coisas minha amiga? Pena que vc não posta mais seguido aqui, adoro sua casa!

    O amor tem seus desamores e isso pra mim é o ponto mais importante, pois o mantém vivo!

    beijo

    ResponderExcluir
  20. Eu consigo separar amor de paixão, e os dois de sexo.

    Não sei se é bom ou ruim.

    ResponderExcluir
  21. Suas colocações são perfeitas... bom nessa tarde chuvosa vir aqui te visitar e ler tão bela expressão..

    Bjs,




    Texto de hoje: hÁ coIsaS quE o teMpO cuIDa bEm...

    Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

    ResponderExcluir
  22. Adentrei a um mundo novo de pulsões e sentidos..Um mundo onde o amor é experimentado e vivido.
    Excelente escritora
    abs

    ResponderExcluir
  23. Um tratado descompromissado sobre o amor e a paixão, como se os tivesse afastados com a mão e os analisado com uma lupa, um alheamento produtivo, veja só o belo texto.

    Voltarei.
    E está "linkada".

     

    ResponderExcluir
  24. Oi, Garbriela, encontrei seu link aqui (http://www.orkut.com/Scrapbook.aspx?uid=610245885290619950) junto com o meu. é seu o fake? só por curiosidade. beijo.

    ResponderExcluir
  25. Gostei muto do seu estilo, escreveu muito bem esse sentimento... toda paixão sonha em se tornar amor e todo amor não vive sem paixão...

    Tb escrevo e tenho um blog, dá uma passadinha depios??
    http://sempreerrado.zip.net/arch2007-04-08_2007-04-14.html

    bjauns

    ResponderExcluir
  26. Menina, que coisa linda!
    Já disse que tu tens o dom da escrita? Super clichê, mas quis dizer mesmo assim.
    Um beijo!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário.

 
A Cronista © 2013 | Gabriela Gomes. Todos os direitos reservados.